domingo, 21 de junho de 2009

Técnica da Instalação do Estado Vibracional

Definição. É a técnica que utiliza a ação da vontade para produzir uma varredura energética, acelerando a frequencia vibratória de todo o holochacra - campo energético pessoal. Essa simples providência pode promover a desintoxicação energética, compensando e restabelecendo o livre fluxo das Ev - energias conscienciais - tanto da conscin como da consciex (Vieira, 1994)

Procedim
entos:
  1. Fique ereto, com os pés separados um do outro.
  2. Cerre as pálpebras.
  3. Deixe os braços caírem ao longo do soma.
  4. Dirija o fluxo de sua bioenergia, pela impulsão da vontade, da cabeça até às mãos e os pés.
  5. Traga de volta o fluxo da sua EC, por sua vontade decidida, dos pés até à cabeça. Identifique, então, através das suas sensações ou vivências autocríticas, a direção do fluxo da EC de baixo para cima, nitidamente contrário ao fluxo ante­rior.
  6. Repita estes procedimentos 10 vezes, sentindo e discriminando o fluxo da EC varrendo os órgãos do seu soma.
  7. Aumente, gradualmente, a velocidade ou o ritmo da impulsão do fluxo da EC, por intermédio da força de impulsão da sua vontade decidida.
  8. Expanda, ao máximo, a intensidade ou o volume do fluxo da EC que passará a compor circuitos cada vez maiores e mais potentes, por dentro e por fora do seu soma.
  9. Instale, por fim, o EV, ou estado vibracional. O fluxo e o circuito fechado desa­pa­recem. Toda a sua psicosfera energética torna-se completamente acesa, feérica ou incandescente com a EC vibrante e você sente sem qualquer dúvida. Você perceberá isso perfeitamente. Este fato convence você da realidade.
Obs.: Se não sabe o que é a bioenergia, não importa. As práticas lhe mostrarão, a breve tempo, a realidade energética. Se nada sentir nas pri­mei­ras tentativas, insista mesmo assim. Acabará sentindo, porque a EC, ou energia consciencial, é da sua parafisiologia inevitável, relativa ao holochacra. Assim começam os desbloqueios e as com­pensações das ECs em seus centros energéticos ou chacras básicos.

Repetições. Repita todo o procedimento, de início 20 vezes por dia, em condições, situações e circunstâncias diferentes, sempre mantendo-se na posição de pé ou ereto, seja nu (ou nua) no banheiro; vestido esportiva ou socialmente; segurando embrulhos; debaixo da luz do Sol; sob a chuva; e por aí afora, em qualquer lugar seguindo a sua motivação.

Alerta. Nunca se sabe quando precisaremos de nossas autodefesas energéticas. A vida sem­pre oferece surpresas, nem todas bem-vindas ou agradáveis. Vive melhor quem está preparado e aler­ta, bioenergeticamente, 24 horas por dia, o ano inteiro. Perde quem empre­ga arti­fí­cios, andaimes pseudoprovidenciais, ou muletas parapsicofísicas, seja qual for a na­tu­reza ou a desculpa, pretendendo otimizar ou "enriquecer" essa técnica. Isso impedirá o cres­cimento da confiança na própria vontade e nas ECs. Seja no estado pro­jetado, ou no estado extrafísico com o soma desativado, ninguém dispõe de objeto físico para servir de muleta ou suporte parapsicológico e desnecessário.

Transferência. Quem transfere erradamente para a muleta, o esforço que precisa em­pre­gar com a vontade sobre as ECs, não vem a conhecer a si próprio, discrimi­nar as ECs, e melhorar o autodomínio emocional.

Extraído dos Livros:
Vieira, Waldo; 700 Experimentos da Conscienciologia; p. 348, 1994.
Balona, Malu; Autocura através da Reconsciliação; p. 220, 2004. 2ª Edição.


Por Dalton e Andréa
Nota: O EV ou Estado Vibracional é mais difícil de ser obtido e exige muita prática e força de vontade. É um estado avançado, intenso e sadio das bioenergias que causa bem estar no praticante e “limpa” e protege o ambiente de energias e espíritos negativos. O EV é resultado de uma MBE intensa.

http://www.comunidade-espiritual.com/profile.php?sub_section=view_blog&id=1858&sub_id=3645

Nenhum comentário:

Postar um comentário