quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Laboratório da Dupla Evolutiva

Ambiente destinado ao estudo das inter-relações em uma dupla evolutiva, em experimento de 3h e 30min.

O objetivo principal do laboratório é o estudo da inter-relação entre duas pessoas que constituem um casal íntimo, objetivando a evolução conjunta, em que um apóia o outro.

A dupla evolutiva é básica para o desenvolvimento mais amplo da grupalidade, pois sem conseguir interagir bem com uma pessoa próxima, torna-se difícil desenvolver as interações de um grupo maior.

O laboratório está indicado para pessoas que já constituem duplas na busca de uma qualificação da mesma e também para aqueles que ainda não tem dupla, pois permite estudar o que impede sua formação ou o que é necessário para desenvolve-la.

Assim da mesma forma que os laboratórios anteriores, esse também é individual.

Dupla Evolutiva
Falar sobre relacionamento afetivo-sexual ainda gera tabu e possível desconforto. Na Sociedade, é comum determinarem-se os papéis a serem desempenhados na união a dois, com chavões e posturas tradicionais sobre o que é correto, “normal” para o homem ou para a mulher desempenhar. O quanto não agimos em consonância com esses padrões sem nos questionarmos se é o que queremos?

Desde a juventude, o desejo e a paixão se manifestam, inclusive biologicamente, na busca de um par, da “alma gêmea”. Até que ponto o “ficar” e o namoro são um momento fugaz ao invés de ser autodescoberta e autoconhecimento para o(a) jovem identificar e escolher seu (sua) parceiro(a) evolutivo(a)? Somos atraídos(as) apenas pelo apelo sexual? Ou existe algo mais? Muitas pessoas chegam à adultidade sem ainda haver encontrado seu parceiro de destino.

Segundo Waldo Vieira, sistematizador da Conscienciologia, “através da mídia patológica, as pessoas estão habituadas às paixões violentas e passageiras e não a relacionamentos sadios, que exigem concessões” (Vieira, Waldo; Manual da Dupla Evolutiva, 1999, p. 132). Falta-nos discernimento e compreensão de nossa afetividade, condição alcançável quando voluntariamente buscamos a maturidade pessoal, por meio da autopesquisa, geradora de autoconhecimento, para harmonizar o relacionamento a dois.

A Técnica da Dupla Evolutiva permite o desenvolvimento do autopesquisador a partir de suas experiências na vida cotidiana, principal laboratório de aprendizagem evolutiva. Qualquer pessoa automotivada tem potencial para ser na prática, pesquisadora de si própria, agilizar conscientemente sua evolução e realizar gestações conscienciais a dois.

Alguns tópicos que são abordados nas palestras:

  • Como você avalia seu relacionamento atual? Você compõe uma dupla evolutiva, ou uma dupla estacionária?
  • Você se esconde à sombra de seu(sua) parceiro(a)?
  • Existem ganhos secundários na manutenção de seu relacionamento afetivo-sexual? Até quando? (Eu te “tolero” e você me “tolera”).
  • Quais são suas escolhas quanto à vida a dois? Você prefere “ficar”, namorar, casar-se ou constituir uma dupla evolutiva?
  • Você é o “pau da barraca” no relacionamento a dois? Qual é sua real responsabilidade nessa inter-relação?
  • É possível construir uma relação sadia tendo apenas o apelo sexual? O que é o apelo consciencial?

http://www.arace.com.br/newsite2/modules/wfchannel/index.php?pagenum=75

http://www.ceaec.org/Portuguese/Laboratories/EvolutionaryDuo.asp


Nenhum comentário:

Postar um comentário