sábado, 5 de setembro de 2009

Prática da Tenepes


Profissionais. O artista na ribalta, o orador na tribuna, o advogado na corte, o professor na cátedra e o sensitivo(a) no transe tem conhecimento da energia emanada da audiência viva. Daí nasceu a prática da sessão parapsíquica.

Sintonia. A sessão parapsíquica e assistencial do eu sozinho, aparentemente, é contrária ou vai de encontro ao preceito referido da energia em grupo. No entanto, não se pode esquecer que o(a) praticante da tenepes jamais está sozinho, pois somente atua em profunda sintonia com amparadores(as) extrafísicas e, excepcionalmente, até consciências intrafísicas projetadas e assistidas, quando funciona como terapeuta perante consciexes carentes, energívoras ou doentes parapsicóticos extrafísicos. O fato de ser um trabalho parapsíquico em que participa apenas uma consciência intrafísica, torna a fiscalização e as defesas energéticas mais eficazes e, sobretudo, mais fáceis de serem mantidas pelos amparadores(as).
União. Havendo sintonia de consciências, afinização de sentimentos elevados (empatia) e coesão nos objetivos, não importa se o percentual de consciências reunidas seja mais de conscins ou de consciexes. O que vale é a união que faz a força mental, ou mais apropriadamente, consciencial, o que representa a intensidade das energias mobilizadas com a intenção positiva.

Umbilical. Num estágio mais avançado, as práticas da tenepes podem ser extrafisicamente orientadas para efeitos físicos (ectoplásmicos), por exemplo, com estas 9 características de manifestação:

01. Posição - Emprego da posição corporal em decúbito dorsal.

02.Temperatura - Queda da temperatura corporal e ambiental.

03. Fenômenos - Fenômenos amenos de efeitos físicos.

04. Tronco - Exteriorização energética mais através do tronco e da cabeça, e menos através dos braços e mãos.

05. Frequência - Mudança da frequência cardiorrespiratória durante as transmissões energéticas.

06. Umbilicochacra - Predominância evidente da atuação do umbilicochacra nas transmissões energéticas.

07. Abdome - Sensação de puxamento para cima, através do abdome, a cada exteriorização energética.

08. Musculatura - Fortalecimento da musculatura abdominal.

09. Braços - Cessação da hipertrofia da musculatura dos braçoes e ombros.

Duração. A transmissão energética na tenepes, estando o(a) animista-sensitivo(a) sentado, e com o uso preponderante da cabeça, dos braços e das mãos - ou seja, com o predomínio da atuação dos chacras coronário, frontal e laríngeo - se faz com exercícios físicos maiores, mais rapidamente, e a sessão assistencial demora menos. A transmissão energética estando o(a) animista-sensitivo(a) deitado, e com o uso predominante da cabeça, do tórax e do abdome, ou seja, com todos os 7 chacras básicos em ação, se faz com exercícios físicos menos intensos, mais lentamente, e a sessão assistencial demora mais, ocorrendo efeitos ectoplásmicos com freqüência maior.

Práticos. Quanto à vida humana, os exercícios energéticos nas práticas da tenepes são extremamente práticos. Até a pessoa que pelos seus compromissos individuais, humanos, não pode exercer o parapsiquismo nem duas vezes por semana em um grupo de estudos especializados, pode praticá-lo todo dia, sozinha e sigilosamente, sem excessivas autocensuras, fora do horário comercial, na intimidade da sua casa, sem problemas de translado e de trânsito, nem a exigência das convenções, cerimônias e princípios sociais da existência humana da Socin, de maneira independente da presença e do julgamento de outros seres intrafísicos.

Presidiários. As práticas da tenepes, assim como as projeções conscientes, são especialmente indicadas para serem executadas pelos presidiários em geral que desejarem mudar para melhor (recéxis) o rumo do próprio destino, incapacitados que se acham de se deslocarem fisicamente pelas próprias circunstâncias humanas impostas por seu isolamento forçado.

Miologia. Quem pratica diariamente os exerícios assistenciais da tenepes, dando passividade a amparador ou amparadora, acaba tornando os músculos dos braços, ombros e do tórax, inclusive os músculos peitorais, mais volumosos e rígidos, aumentando, inclusive, o peso corporal em razão desses exercícios, depois de algum tempo, tendo em vista a movimentação física, motora e muscular de modo habitual e regular.

Pruridos. Um dos primeiros indícios da manifestação dos fenômenos de efeitos físicos, ou exteriorização indiscutível de ectoplasma, é o surgimento não habitual de pruridos nas muscosas nasais, ou seja, coceiras inoportunas no interior do nariz (fossas nasais). Tal fato sobrevém durante as práticas assistenciais da transmissão das energias na tenepes. Isso se deve, provavelmente, à saída inicial de ectoplasma através das mucosas.

Nudez. Partindo do princípio de que as práticas da tenepes se desenvolvem com você, na qualidade de praticante (homem ou mulher) sozinho e isolado e, desde que você observe a ausência de correntes de ar no local, a temperatura ambiente adequada, e a utilização correta no momento do aparelho de ar condicionado, a fim de não contrair um resfriado, você pode se apassivar parapsiquicamente para os amparadores(as) permanecendo inteiramente nu, e com naturalidade, pois estes, sendo de mentalidade evoluída, não se importam pessoalmente com este fato. Isto, no entanto, pode afetar as reações das consciexes (com paravisuais homens ou mulheres) que se despertam extrafisicamente em função dos mesmos exercícios de transmissões energéticas assistenciais, cujos microuniversos conscienciais ainda se encontram profundamente envolvidos pelos condicionamentos humanos (parapsicóticos pós-dessomáticos).


Extraído do Tratado "Projeciologia", 1999 por Waldo Vieira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário