sábado, 5 de setembro de 2009

Técnica da Tenepes


TENEPES - técnica energética pessoal ou a transmissão energética da conscin, homem ou mulher, comandada por uma consciex amparadora, no estado de vigília física ordinária, diretamente para consciexes, ou conscins projetadas, intangíveis e invisíveis à visão humana comum.

Nas práticas diárias da tenepes, você, na condição de sensitivo(a), sozinho(a), se acomoda em um leito, de preferência no escuro, relaxa, medita e dá passividade mental e muscular ao amparador(a) extrafísico. Sobrevêm a incorporação ou semi-incorporação para a transmissão das energias conscienciais assistenciais com você sentado ou de pé (ereto).

A assistência extrafísica anônima através das práticas da tenepes, dentro do horário da angústica humana, em um período breve compreendido entre 18 e 22 horas, deve ser diária, sem excluir os fins de semana que trazem a neurose de domingo à pessoa carente, fora da rotina diária, obrigada a se defrontar com a chatice e o vazio da sua vida.

Vale frisar que o horário das 18 horas é o mais freqüente, em todo o mundo, para os seres intrafísicos dessomarem, segundo as estatísticas existentes.

Depois da atuação incontroversa de outra inteligência sobre os seus veículos de manifestação - corpo humano, holochacra e psicossoma - podem ocorrer, pelo menos, estas 8 ocorrências:

01. Projeção consciente.
02. Vidências diversas.
03. Monólogo psicofônico.
04. Mudanças das posições físicas do soma.
05. Entorpecimento dos lábios e do rosto.
06. Sensação de ar frio, mais nas mãos.
07. Pulsações energéticas cerebrais.
08. Sensação de desmaterialização dos dedos e até das mãos.

Não raro as exteriorizações de energia podem dar a impressão de que o seu corpo humano torna-se enorme chama, língua de fogo de uns 3 metros de altura, quentíssima na periferia e de núcleo gelado, a crepitar para a frente e para cima, e a reverberar como se fosse um foco de luz, expandindo e contraindo em movimentos para fora e para dentro, alternadamente, sob força poderosa, inteligente e controlada.

Os sons das vibrações passam por sua cabeça e parecem sair através dos seus braços e mãos quais tambores batidos com inteligência ou a repetição cadenciada de mantra, palavra única não pronunciada mas escutada repetidamente, com aceleração menor ou maior.

Os movimentos sincrônicos, frenéticos, espasmódicos e aspersivos com os braços e as mãos durante a semipossessão benigna, visam à assistência a conscins e consciexes, através de 3 operações distintas, quase sempre interligadas:

01. Exteriorização
- exteriorização de energias imanentes-conscienciais.

02. Desmaterialização
- desmaterialização fugaz de partes do corpo humano do animista-sensitivo(a).

03. Ectoplasmia
- extração de seu ectoplasma, humano, exclusivamente para fins terapêuticos.

- Aspersores - os parabraços e as paramãos do psicossoma do(a) praticante, são verdadeiros aspersores energéticos, sob o comando real do(a) amparador(a), o transmissor energético básico.
- Ambiente - a temperatura ambiental abaixo de 20 graus Celsius ou centígrados facilita a prática ou intensifica as exteriorizações de energias assistenciais.

Para manter a sintonia, o equilíbrio e intensificar as operações durante o estado vibracional, nas grandes exteriorizações de energias, o amparador(a) instila a intuição que leva o animista-sensitivo(a), quando mais consciente, a refletir, inevitavelmente, em conceitos, à primeira vista díspares, porém relacionados por liames lógicos indiscutíveis, entre si, e o serviço a 3, semelhantes a estes: criador incriado, autogestão; Fênix; eternidade; infinito do passado; infinito do futuro; onipotência; implosão; enézima potência; moto-contínuo; buraco-negro; saco sem fundo.

As irradiações energéticas do início dos exercícios chegam a demorar até um hora. Com o passar do tempo vem o desenvolvimento diário e podem ser feitas 11 descargas em apenas 25 a 45 minutos de uma sessão individual da conscin.

Cada série de descargas energéticas correspondem a 50 contrações-transmissões no mínimo. Isso perfaz o total de 550 a 750 transmissões ao fim de cada período diário.

Em um estágio mais avançado, os amparadores transformam a base física do projetor ou projetora num ambulatório médico extrafísico, ou seja, em uma oficina de trabalho multidimensional ou ofiex, de socorro aos necessitados, desvalidos ou despossuídos intrafísicos e extrafísicos.

É sobejamente conhecido, em qualquer empreendimento humano, que a energia positiva, grupal, coletiva, ou seja, nascida de um grupo homogêneo e coeso de indivíduos, que apresentam senso de união e afinidade marcante quando reunidos, manifesta-se mais forte, intensa, vigorosa e curativa, beneficiando a maior número de consciências assistidas do que a energia individual, isolada ou derivada de uma consciência apenas.


Extraído do Tratado "Projeciologia", 1999 por Waldo Vieira.

Um comentário: